Franziska Becker

Autora

Franziska Becker nasceu em Mannheim, cidade alemã, no ano de 1949. Cresceu em um lar liberal que valorizava o interesse pela literatura, ciências e artes. Por insistência da família, cursou faculdade de medicina, mas, depois, ingressou na Academia de Artes de Karlsruhe, onde foi aluna de Markus Lüpertz. Durante o curso, morou na cidade de Heidelberg, onde teve seu primeiro contato com o movimento feminista. Em 1975, começou a colaborar com a revista feminista Emma, criação da escritora Alice Schwarzer. Com o passar do tempo, se tornou conhecida do público alemão e, ao longo dos 25 anos seguintes, publicou dezenove livros em sua terra natal, alguns dos quais se tornaram best-sellers.

Em 1988, recebeu o Prêmio Max e Moritz de Melhor Artista de Quadrinhos Alemã e já expôs suas obras no Instituto Goethe, em Bangalore; a Casa Alemã, em Nova York; o museu Kunstverein, em Mannheim; e Palais Palffy, em Viena, entre outros. As maiores influências de Franziska são Francisco de Goya, Wilhelm Busch, Carl Barks e Walter Trier. Além disso, a cartunista situa a si própria na tradição de satíricos ingleses do século XVIII, como Rowlandson, Gilray e Hogarth.