Moishe Postone

Autor

"A forma de dominação abstrata, historicamente específica, intrínseca às formas de mediação social fundamentais do capitalismo, é a dominação das pessoas pelo tempo."

Moishe Postone se propõe uma interpretação fundamental da crítica de maturidade de Karl Marx. Ele coloca em questão muitos dos pressupostos das análises marxistas tradicionais e oferece novas interpretações dos argumentos centrais de Marx. Isso é feito pelo desenvolvimento de conceitos destinados a captar o caráter essencial e o desenvolvimento histórico da sociedade moderna, e também para superar as dicotomias conhecidas de estrutura e ação, significado e vida material.

Esses conceitos o levaram a uma análise original da natureza e de problemas do capitalismo e fornecem a base para uma crítica do “socialismo realmente existente”. De acordo com essa nova interpretação, Marx identifica o núcleo do sistema capitalista com uma forma impessoal de dominação social gerada pelo próprio trabalho e não simplesmente com mecanismos de mercado e propriedade privada. O trabalho proletário e o processo de produção industrial são caracterizados como expressões de dominação, e não como meios de emancipação humana. Essa reinterpretação gera uma análise crítica do caráter historicamente dinâmico da vida social moderna, que relaciona a forma do trabalho na sociedade moderna com a alienação e dominação presentes no coração do capitalismo. Essa reformulação, segundo Postone, fornece a base para uma teoria social crítica mais adequada ao capitalismo do século XX.