Roberto Schwarz

Autor

Roberto Schwarz é o maior crítico literário marxista do Brasil.

Nascido em Viena, Áustria, em 1938, e naturalizado brasileiro, graduou-se em ciências sociais pela USP, em 1960 tendo participado do ilustre "Seminário Marx" – grupo organizado em torno de José Arthur Giannotti para estudar O capital – junto com Fernando Novais, Paul Singer, Octavio Ianni, Ruth Cardoso, Fernando Henrique Cardoso, Bento Prado Jr., Francisco Weffort, Michael Löwy, Emir Sader, Gabriel Bolaffi, Sergio Ferro, entre outros.

Fez mestrado em literatura comparada na Universidade de Yale e doutorado na Universidade de Paris III, Sorbonne. Autor de dois livros clássicos sobre Machado de Assis – Ao vencedor as batatas (São Paulo, Duas Cidades, 1977) e Um mestre na periferia do capitalismo (São Paulo, Duas Cidades, 1990) –é considerado um dos principais continuadores da tradição crítica inaugurada por Antonio Candido.

Em 2013, Schwarz participou da mesa "Debate sobre os estudos d'O capital no Brasil", com José Arthur Giannotti, Emir Sader, João Quartim de Moraes e Sofia Manzano (mediação), durante o seminário "Marx: a criação destruidora, promovido pela Boitempo.