As armas da crítica: Antologia do pensamento de esquerda

01.10.2012

Le Monde Diplomatique
Caio N. de Toledo

Ivana Jinkings e Emir Sader, Ed. Boitempo Editorial

As armas da crítica está voltado à formação crítica dos jovens e de “todos os que seguem sonhando e lutando por justiça social”. Para tal, os organizadores do livro selecionaram curtos textos de trabalhos decisivos dos autores do marxismo clássico − obras nas quais as “armas da crítica” foram concebidas como instrumentos necessários à “crítica das armas”.

De Marx e Engels, o leitor tem acesso a trechos do “documento político mais importante de todos os tempos”, o Manifesto do Partido Comunista; dos mesmos autores, também são publicados fragmentos de A ideologia alemã e a Mensagem do Comitê Central à Liga (dos Comunistas). De Marx, são também editadas as famosas Teses sobre Feuerbach, trechos do notável O 18 Brumário de Luís Bonaparte, algumas páginas dos Grundrisse e do prefácio à Contribuição à crítica da economia política, a seção sobre o “fetichismo da mercadoria” (capítulo 1, livro I de O capital) e, por fim, partes de A guerra civil na França. Dos quatro mais destacados teóricos e dirigentes revolucionários do final dos anos 1910 e do momento imediatamente posterior à Primeira Guerra Mundial – Vladimir Lenin, Leon Trotski, Rosa Luxemburgo e Antonio Gramsci – são publicados trechos de algumas de suas mais relevantes obras.

Qualidades inegáveis dessa coletânea devem ser ressaltadas. Por meio de uma orientação editorial destituída de qualquer doutrinarismo e sectarismo, o livro comprova que a riqueza do marxismo mais se evidencia quando o diálogo e o confronto entre suas múltiplas tradições se tornam possíveis. Na apresentação dos textos selecionados, breves, concisas e esclarecedoras notas dos organizadores informam a natureza e o significado das obras. Uma ampla e criteriosa bibliografia constitui um valioso fecho da antologia. Em seu melhor sentido, esse livro engajado é uma excelente introdução ao pensamento marxista crítico e revolucionário.



Caio N. de Toledo é professor aposentado da Unicamp e integrante do comitê editorial do blog Marxismo21.