Vivendo no fim dos tempos

01.03.2013

Le Monde Diplomatique - Livros
Marcelo Gomes Franco Grillo



Filósofo de vasta e expressiva cultura popular, além de bases sólidas na psicanálise e no marxismo, Slavoj Žižek é o autor feroz que nos convida a todo momento à essência da vida social, em um diagnóstico do mundo capitalista, à política sem amarras e concessões: para os marxistas, a análise, sempre aguda, da luta de classes.

O tema recorrente da exclusão social não deixa de revelar o autor crítico de um mundo muitas vezes sopesado pelo discurso pós-moderno contentor dos traumas, violências, tragédias cotidianas ou outras tonalidades ditas humanitárias, o qual falha, pois, para operar a crítica, desconsidera a profundeza da equivalência socioeconômica, ou seja, rasga de cena a forma mercadoria, contentando-se tão só em cantar o hino do ecologicamente correto e da esquerda pragmática. Esse filósofo justamente renova o discurso contemporâneo crítico porque relega o pós-moderno bem estabelecido da preleção acadêmica pseudocrítica. Alinha, à teoria marxista e sua escola, o refinamento de uma compreensão psicanalítica engajada da sociedade capitalista atual.

Em Vivendo no fim dos tempos, Žižek se reafirma, como habitualmente o faz, se repetindo. Característica marcante desse filósofo de Liubliana é sua imensa potencialidade produtiva, retomando constantemente as intervenções anteriormente feitas sobre temas dos mais variados, como psicanálise, cinema, literatura, violência, teologia política, ecologia e realidade virtual. Nesse livro, o filósofo mantém seu discurso em uma contestação para além do capital. Como ele próprio define: “este livro, portanto, é um livro de luta, segundo a definição surpreendentemente pertinente de luta emancipatória dada por são Paulo”. Os contornos literários de uma linguagem estética refinada e o arrebatamento filosófico de Žižek em Vivendo no fim dos tempos são tão surpreendentes que qualquer leitura anterior desse filósofo não retira a imperiosidade espiritual de relê-lo. Revisitá-lo é manter viva a chama da crítica.

Marcelo Gomes Franco Grillo é Procurador-geral do município de São Carlos (SP). Pesquisador da obra de Žižek, é autor do livro O direito na filosofia de Slavoj Žižek: perspectivas para o pensamento jurídico crítico.