Livre Opinião indica 20 livros lançados em 2015

16.12.2015

Livre Opinião
Redação
O ano de 2015 foi excelente para a literatura. Diversos títulos lançados com estilos singulares e com editoras independentes mostrando o trabalho gráfico impecável. No final do ano, as variadas listas selecionam os melhores, porém o Livre Opinião – Ideias em Debate decidiu indicar os livros que fizeram parte da leitura da equipe.
 
A seleção, em ordem alfabética, tem a intenção de espalhar e debater os vinte livros lançados neste ano como referência para os leitores do site.  Como em toda escolha, alguns títulos ficaram de fora. Para os leitores do site, pedimos que também façam as suas seleções e acrescentem nos comentários para compartilhar as ideias em debate.
 
Confira a seleção de indicação do Livre Opinião:
 
aconvivênciadosnossosrastros (Selo duBurro) – Anna Zêpa
aDeus (Mariposa Cartonera) – Miró da Muribeca
Antologia da poesia erótica brasileira (Ateliê Editorial) – Eliane Robert Moraes
Cantigas (Independente) – Elizeu Braga
Desesterro (Record) – Sheyla Smanioto
Dois irmãos (Companhia das Letras) – Fábio Moon e Gabriel Bá
Eu, Cowboy (Oito e Meio) – Caco Ishak
Eu já fui aquele cara que comprava vinte fichas e falava ‘Eu te amo’ no orelhão (Corsário Satã) – Diego Moraes
Esse tal de amor e outros sentimentos cruéis (Editora Reformatório) – Mário Bortolotto
Fernanflor (Iluminuras) – Sidney Rocha
Gramática da Ira (Selo Blackitude) – Nelson Maca
Jeito de matar lagartas (Companhia das Letras) – Antonio Carlos Viana
Mais Laiquis (Tulipas Negras) – Marcio Renato dos Santos
O ano em que vivi de literatura (Editora Foz) – Paulo Scott
O grifo de abdera (Companhia das Letras) – Lourenço Mutarelli
O livro das semelhanças (Companhia das Letras) – Ana Martins Marques
O senhor agora vai mudar de corpo (Record) – Raimundo Carrero
Pssica (Boitempo Editorial) – Edyr Augusto
Que fim levou Juliana Klein? (Record) – Marcos Peres
Só aos domingos (Chiato Editora) – Lucimar Mutarelli
Um dia toparei comigo (Editora Foz) – Paula Fabrio