A situação da classe trabalhadora na Inglaterra

segundo as observações do autor e fontes autênticas

Friedrich Engels

Coleção Marx e Engels Coleção Promoção DIA M

R$ 56,00
eBook
Livrarias
Livraria SaraivaLivraria travessaGoogle Play
Preço sugerido
R$ 22,00

A Boitempo Editorial, seguindo seu propósito de publicar todas as obras de Karl Marx e Friedrich Engels em traduções realizadas diretamente do alemão, lança A situação da classe trabalhadora na Inglaterra, clássico de Engels e referência obrigatória na bibliografia das Ciências Sociais.

Escrita em 1845, essa obra não estava disponível para o público brasileiro havia muito tempo. A nova tradução foi inteiramente cotejada e supervisionada por José Paulo Netto, que assina também o texto de apresentação. A capa, como nos demais volumes da coleção, traz ilustração de Cássio Loredano.

Reconhecido pela extrema originalidade, o texto produzido pelo jovem Engels abordou, pela primeira vez, a revolução industrial como elemento central para a compreensão do controle da produção de mercadorias realizado pelo capital, além de condicionar a solução da “questão social” à supressão do padrão societário representado pela propriedade privada dos meios de produção.

De forma igualmente pioneira, o autor atribui aos trabalhadores urbano-industriais o status de classe, descrevendo a dinâmica criativa que coloca o proletariado na posição de sujeito revolucionário, capaz de promover a própria emancipação.

O volume conta, ainda, com esclarecedoras notas do editor, índice onomástico, relação das obras do autor publicadas no Brasil e uma detalhada cronologia de Engels e Marx, ressaltando aspectos importantes de suas trajetórias e relacionando-os aos fatos históricos mais relevantes da época em que viveram.

A situação da classe trabalhadora na Inglaterra é o sétimo título da coleção Marx e Engels – na qual já foram publicadas obras como o Manifesto Comunista e A ideologia alemã. Esse clássico de Engels integra também a coleção Mundo do Trabalho, coordenada por Ricardo Antunes.