Das memórias do senhor de Schnabelewopski

Heinrich Heine

Coleção Clássicos Boitempo

R$ 38,00

Uma obra multifacetada que se move entre as fronteiras do fragmento, da novela e do tradicional romance picareso.

Do fragmento ela tem o título e um aparente desleixo na tecitura da narrativa, que pode ser – muito antes – creditado à ironia do autor. Da novela a obra tem a extensão. O resto é romance picaresco.

Schnabelewopski abandona sua pátria e vai conhecer o mundo como todos os heróis pícaros que o antecederam. Sua vida, suas andanças e aventuras tecem o pano da narrativa. Em todos os lugares por onde passa, o "herói" vive sua história de amor. Não é um estudante exemplar e se esquiva de todos os duelos, nos quais apenas assume papel de espectador – ao contrário dos outros heróis pícaros, que geralmente se utilizaram da esperteza e acabam por afetar inclusive a nobreza do duelo. No Schnabelewopski os duelos são muitas vezes apenas verbais. Quando se mostram factuais, são desenvolvidos pelos coadjuvantes e carregados de ironia.

O estilo da obra é cru, e por vezes grotesco, típico do gênero, mas com a marca pessoal de Heine e, como tal, afiado na língua, elegante na feição e pleno de humor.