• Minhas compras
  • Entrar

Mudamos nossa loja virtual para melhor atendê-lo. Se você já é cliente, utilize a funcionalidade de "Esqueci minha senha" para atualizar seu acesso e fazer o login.

Minhas Compras

Não há produtos no carrinho.

  • Boaventura de Sousa Santos
    Boaventura de Sousa Santos autor

    Boaventura de Sousa Santos nasceu em Coimbra, 15 de Novembro de 1940. É doutor em Sociologia do Direito pela Universidade de Yale (1973), além de professor catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e distinguished legal scholar da Universidade de Wisconsin-Madison. Foi também global legal scholar da Universidade de Warwick e professor visitante do Birkbeck College da Universidade de Londres.   É diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa.   Dirige atualmente o projeto de investigação “Alice – Espelhos estranhos, lições imprevistas: definindo para a Europa um novo modo de partilhar as experiências o mundo”, financiado pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC), um dos mais prestigiados e competitivos financiamentos internacionais para a investigação científica de excelência em espaço europeu.   Autor reconhecido e premiado em diversas partes do mundo, tem escrito e publicado extensivamente nas áreas de sociologia do direito, sociologia política, epistemologia e estudos pós-coloniais, sobre movimentos sociais, globalização, democracia participativa, reforma do Estado e direitos humanos, além de fazer trabalho de campo em Portugal, no Brasil, na Colômbia, em Moçambique, em Angola, em Cabo Verde, na Bolívia e no Equador. Seus textos encontram-se traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês, alemão e chinês. De sua vasta obra, destacamos: Um discurso sobre as ciências (1988), Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade (1994), Reinventar a democracia (1998), Democracia e participação: o caso do orçamento participativode Porto Alegre (2002), Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos (2013), A cor do tempo quando foge: uma história do presente – crônicas 1986-2013 (2014), O direito dos oprimidos (2014) e A justiça popular em Cabo Verde (2015).

triangulo
  • R$ 35,00

    “O outro grande desafio que nos ajuda o Fórum Social Mundial – porque isso é uma reconstrução teórica minha e de outros companheiros, mas baseada em toda a prática que vai emergindo no mundo – é que estamos vivendo uma nova forma de internacionalismo, e as teorias sociais não estão preparadas para isso.” (Boaventura de Sousa Santos) Este livro reúne os esforços do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos para repensar a teoria crítica diante dos desafios e da diversidade do mundo contemporâneo. Particularmente, a partir da rica experiência de Boaventura como coordenador de vários projetos de pesquisa ao redor do mundo e participante ...

    Ano de publicação 2007.

  • A difícil democracia Reinventar as esquerdas
    R$ 41,60

    Para onde vai a democracia? Esse é o ponto de partida de A difícil democracia – Reinventar as esquerdas, livro inédito do cientista social português Boaventura de Sousa Santos, que analisa a urgência de esquerdas reflexivas na atualidade. Neste livro, ele avalia a ascensão dos movimentos Occupy e das revoltas da indignação, os desafios da Venezuela pós-Chaves, as experiências recentes no sul da Europa, a história – bem como o desgaste – das democracias na passagem do século XX para o XXI e o surgimento de um novo jeito de fazer política. A obra aborda temas atuais, que nos últimos seis anos captaram a atenção do autor por serem sintomáticos de de ...

    Ano de publicação 2016.

  • R$ 20,00

    Quais são os possíveis rumos das esquerdas? Quais os caminhos para uma luta unificada internacional? Em seu novo livro, o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos faz um panorama crítico do interregno pós-crise de 2008. O desmantelamento da democracia no Brasil, as dificuldades do processo de paz na Colômbia, a crise institucional no México, os desafios do Podemos espanhol, as novas facetas do imperialismo e a experiência portuguesa, que possibilitou o único governo de esquerda na Europa atual, são as conjunturas que o autor analisa a fim de oferecer elementos para o combate ao neoliberalismo e propostas para o futuro da esquerda mundial. Boaventura centra sua reflexão no cenário pol& ...