• Minhas compras
  • Entrar

Mudamos nossa loja virtual para melhor atendê-lo. Se você já é cliente, utilize a funcionalidade de "Esqueci minha senha" para atualizar seu acesso e fazer o login.

Minhas Compras

Não há produtos no carrinho.

  • Lauro Campos
    Lauro Campos autor

    Lauro Campos nasceu em Belo Horizonte, em 1928. Formado em direito e economia, foi um pensador singular da história econômica, política, social e ideológica do capitalismo, crítico ferrenho do neoliberalismo e do Fundo Monetário Internacional (FMI). Iniciou sua carreira de professor universitário em 1954 na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais. Defendeu tese em Roma, em 1958, e tornou-se catedrático em economia pela Universidade Federal de Goiás em 1963. Transferiu-se para a Universidade de Brasília em 1966, como professor da graduação e da pós-graduação. Em 1995, foi eleito, pelo Distrito Federal, senador da República. Intelectual combativo, esteve sempre comprometido com os trabalhadores do campo e da cidade. Faleceu em São Paulo, em 2003. Dele a Boitempo publicou, em 2001, A crise completa: a economia política do não.

triangulo
  • A crise completa a economia política do não
    R$ 54,00

    A crise econômica mundial, especialmente após o fracasso das políticas neoliberais em várias partes do mundo, está permitindo a busca de novas interpretações sobre o modo de produção capitalista, suas contradições e crises. Nesse sentido, o livro do professor Lauro Campos, A crise completa: a economia política do não, traz uma importante contribuição para quem quer discutir a fundo a natureza desse sistema e o sentido histórico de suas contradições. O trabalho busca compreender as transformações dos fenômenos socioeconômicos do capitalismo. As relações polarizadas que constituem a infraestrutura da economia capital ...

    Ano de publicação 2001.

  • R$ 59,00

    Nesta obra, Lauro Campos, um dos mais luminosos expoentes brasileiros da crítica marxista da economia política descortina a totalidade do edifício teórico keynesiano. A tese ousada expressa no título é a de enquadrar a teoria keynesiana como uma ideologia cuja função primordial seria a de sustentar um Estado capaz de “preservar as relações capitalistas, evitar o crescimento das forças produtivas, fazer com que o capitalismo sobreviva a si mesmo”. Conciliando envergadura teórica com escrita e exposição didáticas, A crise da ideologia keynesiana revela os pontos cegos do keynesianismo em seus próprios termos e evidencia diferentes aspectos das sucessivas cr ...

    Ano de publicação 2016.