• Minhas compras
  • Entrar
  • Wendy Goldman
    Wendy Goldman autor

    Historiadora política e social da Rússia e da União Soviética. Autora de dois livros sobre terror stalinista, Inventing the Enemy. Denunciation and Terror in Stalin’s Russia, e Terror and Democracy in the Age of Stalin. The Social Dynamics of Repression, que trata da divulgação da repressão ea questão da participação em massa no terror. Inventing th Enemy recebeu Menção Honrosa para o Reginald Zelnik Book Prize em História em 2012, dado para uma excelente monografia publicada na Rússia, Europa Oriental ou Eurásia no campo da história. Seu livro, A mulher, o Estado e a Revolução venceu a Berkshire Book Award Conference em 1994 para o melhor livro em qualquer campo da história escrita por uma mulher. Seus livros e artigos foram traduzidos para o russo, espanhol, italiano, alemão, francês, tcheco e japonês. Ela é co-editora (com Donald Filtzer, Gijs Kessler, Simon Pirani ) de A Dream Deferred. New Studies in Russian and Soviet Labour History. Ela está atualmente trabalhando em um projeto de pesquisa colaborativa (com Donald Filtzer ) na frente de casa Soviética durante a Segunda Guerra Mundial.

triangulo
  • Mulher, Estado e revolução política da família soviética e da vida social entre 1917 e 1936
    R$ 44,80

    A Boitempo, em parceria com a Edições ISKRA, publica o premiado livro A Mulher, o Estado e a Revolução: política da família soviética e da vida social entre 1917 e 1936. Escrito por Wendy Goldman, historiadora e professora da Universidade Carnegie Mellon (EUA), especializada em estudos sobre a Rússia e a União Soviética, a obra ganhou o Berkshire Conference Book Award ao examinar as mudanças sociais pela qual passou a sociedade soviética nas duas primeiras décadas pós-revolução, com foco nas mulheres, e na relação que estabeleceram com o Estado revolucionário.O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena ...

    Ano de publicação 2014.

  • Margem Esquerda 28 Dossiê: Feminismo, marxismo e a Revolução Russa
    R$ 30,00

    Margem Esquerda dedica-se, neste número, a acompanhar o percurso da maior tentativa de transformação social já empreendida na história da humanidade: a Revolução  Russa de outubro de 1917. Muito já se escreveu sobre esse excepcional evento, e o balanço de seus erros e acertos está longe de ser conclusivo. Agora, quase três décadas após o fim da União Soviética socialista, talvez seja possível ter um olhar mais objetivo sobre o tema. Realizada num país economicamente atrasado, em meio a um conflito de largas proporções – a Primeira Guerra Mundial – e num momento em que o capitalismo monopolista  assumia vigor inusitado, a Revo ...

    Ano de publicação 2017.

  • 1917 O ano que abalou o mundo
    R$ 47,20

    No centenário da Revolução Russa Boitempo e Edições Sesc São Paulo lançam 1917 o ano que abalou o mundo Reunindo artigos sobre os diversos aspectos do período histórico obra é lançada durante seminário internacional no Sesc Pinheiros entre 26 e 29 de setembro. O novo lançamento da Boitempo e das Edições Sesc São Paulo 1917 o ano que abalou o mundo reflete sobre os aspectos culturais políticoeconômicos e filosóficos inaugurados na Revolução Russa de 1917. A obra é lançada durante o seminário internacional homônimo realizado no Sesc Pinheiros entre 26 e 29 de setembro que reúne mais de trinta conferencistas nacionais e estrangeiros para discorrer sobre o tema durante quatro dias de cursos palestras debates filmes e lançamentos de livros. No livro organiza ...

    Ano de publicação 2017.