• Minhas compras
  • Entrar

Mudamos nossa loja virtual para melhor atendê-lo. Se você já é cliente, utilize a funcionalidade de "Esqueci minha senha" para atualizar seu acesso e fazer o login.

Minhas Compras

Não há produtos no carrinho.

  • Florestan Fernandes
    Florestan Fernandes autor

    Florestan Fernandes Júnior é um sociólogo e jornalista brasileiro. Iniciou a carreira como subeditor de cultura do semanário Opinião/RJ. Dois anos após começou na Folha de S. Paulo onde trabalhou como repórter dos cadernos Ilustrada e do Folhetim, antigo suplemento dominical de cultura do jornal. Em 1984, como repórter na TV Globo de São Paulo cobriu assuntos de diversas áreas. De lá foi para a TV Manchete, no final de 1988, onde passou a apresentador e comentarista de política dos telejornais da emissora. Entre 1992 e 1994 trabalhou na TV Cultura na qual acumulou as funções de repórter e apresentador de vários programas, entre eles, o Opinião Nacional. Retornou à TV Manchete/SP como âncora do Jornal da Manchete e apresentador do Programa de Domingo e do Edição da Tarde. Nesse período apresenta nas rádios Musical FM e depois na Nova FM o programa Estilo de Vida com Florestan Fernandes Jr., sobre turismo, lazer e entretenimento em geral. Com a chegada da Rede TV passou a a apresentar com Cláudia Barthel o telejornal da hora do almoço. Em 2000 sai da Rede TV e trabalha ao lado de Alberto Dines na produção da série para TV Histórias do Poder – 100 Anos de Política no Brasil, publicado no mesmo ano, em três volumes pela Editora 34. A obra com 52 depoimentos e mais de 300 fotos revisita os momentos cruciais da vida política brasileira, da República Velha à reeleição de FHC). Durante o ano de 2002 atuou como diretor de comunicação da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e colaborador da formatação da nova televisão do legislativo Paulista, a TV Alesp. Em 2004 passou a comentarista e editor regional em Brasília/DF do Jornal da Gazeta e, nos dois anos seguintes, apresentou o Diálogo Brasil, um programa realizado pelas TVs, Nacional de Brasília/DF, Cultura/SP e TVE/RJ. Durante o ano de 2005 apresentou, ao lado de Salete Lemos, o Jornal da Eldorado na rádio homônima de SP. No biênio 2007/2008 volta para a TV Alesp/SP onde inaugurou uma nova grade de programas como diretor da emissora. Desde abril de 2008 é gerente executivo de jornalismo da EBC – TV Brasil regional SP e um dos âncoras do telejornal Repórter Brasil, da emissora. Filho do renomado sociólogo Florestan Fernandes (1920-1995).

triangulo
  • Florestan a inteligência militante
    R$ 25,20

    A série Perfis, da Coleção Pauliceia, presta uma homenagem a um dos mais importantes intelectuais brasileiros: Florestan Fernandes, que talvez seja quem mais teve sua história pessoal entrelaçada ao desenvolvimento da reflexão crítica paulistana. O jornalista Haroldo Ceravolo Sereza, num estilo claro e fluente, percorre os principais pontos da vida intelectual e política de Florestan, da vida pessoal, da evolução da sua obra acadêmica e da militância do fundador da Escola Paulista de Sociologia. Ao longo dessa trajetória, o autor trata das relações de Florestan com Oswald de Andrade, Roger Bastide, Fernando Henrique Cardoso, Octavio Ianni, Lula, o PT, de seu exílio ...

    Ano de publicação 2005.

  • R$ 85,00

    Mais de trinta anos após a publicação das Memórias (1979), de Gregório Bezerra, o lendário ícone da resistência à ditadura militar é homenageado com o lançamento de sua autobiografia pela Boitempo Editorial, acrescida de fotografias e textos inéditos, e em um único volume. O livro conta com a contribuição decisiva de Jurandir Bezerra, filho de Gregório, que conservou a memória de seu pai; da historiadora Anita Prestes, filha de Olga Benário e Luiz Carlos Prestes, que assina a apresentação da nova edição; de Ferreira Gullar na quarta capa; e de Roberto Arrais no texto de orelha. Há também a inclusão ...

    Ano de publicação 2011.

  • Margem Esquerda n. 25 Dossiê: a universidade em crise - dilemas, desafios e perspectivas
    R$ 30,00

    Com recursos cada vez mais escassos, universidades e instituições de pesquisa são a nova face da crise no Brasil. A busca desenfreada por resultados reflete a lógica neoliberal, colocando em risco o ensino público superior na pátria autointitulada “educadora”. Para lançar luzes sobre as adversidades que vêm impactando a academia, aqui e no mundo, o sociólogo Marco Aurélio Santana organizou o Dossiê deste número de Margem Esquerda. São quatro artigos que indicam perspectivas no desdobramento dessa intrincada questão. Roberto Leher, reitor da UFRJ, articula as relações entre a crise da universidade e a crise do capital. Para ele, a imine ...

    Ano de publicação 2015.