• Minhas compras
  • Entrar
  • Raymond Williams
    Raymond Williams autor

    O galês Raymond Williams (1921-1988) foi um dos principais nomes na crítica cultural da New Left inglesa do pós-guerra. Estudou literatura, teatro e televisão, tentando compreender tanto a cultura chamada erudita quanto a cultura popular e a indústria cultural. Foi professor em Cambridge e professor-visitante em Stanford. É autor de Culture and Society, The Long Revolution, e também escreveu romances e peças de teatro. Do autor a Boitempo publicou, em 2007, Palavras-chave: um vocabulário de cultura e sociedade, e em 2016, o ensaio Televisão: tecnologia e forma cultural.

triangulo
  • Televisão tecnologia e forma cultural
    R$ 52,00

    Raymond Williams foi intelectual erudito e engajado com os desafios do seu tempo. Professor e escritor prolífico, contribuiu com jornais e revistas, entre as quais a influente New Left Review. Escreveu livros de fôlego que permanecem referências nas áreas da história e da sociologia da cultura. Seus estudos sobre a tragédia e o drama, disponíveis no Brasil, ajudam a pensar elementos que resistem e que se transformam ao longo dos séculos no teatro, no cinema, na televisão e nos meios digitais.A bem-vinda edição em português de Televisão: tecnologia e forma cultural, obra clássica na área, originalmente publicada na Inglaterra em 1974, adensa a bibliografia disponível. O livro deve ajudar a tirar do lugar-comum o debate político-cultural candente em que a televisã ...

    Ano de publicação 2016.

  • Palavras-chave um vocabulário de cultura e sociedade
    R$ 79,00

    Ao retornar para Cambridge, após servir o exército inglês na II Guerra Mundial, o escritor e crítico literário Raymond Williams estranhou o novo e múltiplo sentido de uma palavra antes pouco usada: cultura. Dessa inquietação com os diferentes sentidos e usos dos termos, além da preocupação com a falsa neutralidade do vocabulário e dos dicionários, nasceu o projeto que resultou em Palavras-chave: um vocabulário de cultura e sociedade, até hoje inédito no Brasil.O livro parte da análise inicial de cinco palavras - indústria, democracia, classe, arte e cultura -, cujas alterações de sentido Williams considera fundamentais para entender o pós-guerra. Em torno desse eixo escreveu sobre 131 termos que são analisados em sua origem, evolução e diferenciações de ...

    Ano de publicação 2007.