• Minhas compras
  • Entrar
  • Christian Ingo Lenz Dunker
    Christian Ingo Lenz Dunker autor

    Psicanalista brasileiro, ligado à tradição lacaniana. Pela Universidade de São Paulo (USP), Dunker obteve seus títulos de graduação, mestrado e doutorado. Possui também pós-doutorado pela Manchester Metropolitan University. Atualmente é professor livre docente do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Contribui regularmente para o Blog da Boitempo e pela mesma editora publicou Mal-estar, sofrimento e sintoma (2015) e A arte da quarentena para principiantes (2020).

triangulo
  • R$ 43,00

    A psicanalista Maria Rita Kehl retorna às livrarias com uma coletânea de crônicas 18 artigos publicados no jornal O Estado de S Paulo e outros 26 em veículos como Teoria e Debate, Folha de SPaulo e Época escritos ao longo da última década. Estão contemplados nesta obra textos célebres como 'Dois pesos' que expõe as fissuras de uma sociedade desacostumada com a participação dos mais pobres. Maria Rita questiona o papel do psicanalista na imprensa para ela não se trata de explicar certos fenômenos e 'comportamentos' que intrigam a sociedade e ajudam a vender jornais mas sim de escutar o sintoma social. 'O melhor que um psicanalista pode fazer na imprensa é quase ...

    Ano de publicação 2011.

  • Mal-estar, sofrimento e sintoma uma psicopatologia do Brasil entre muros
    R$ 85,00

    Em seu novo livro, o psicanalista e professor do Instituto de Psicologia da USP Christian Dunker realiza uma abordagem original sobre o mal-estar, o sofrimento e o sintoma na sociedade brasileira. Unindo teoria social e psicanálise, o autor conclui que a privatização do espaço público transforma a própria vida em formas de condomínio, com seus regulamentos, síndicos, gestores e muros: o sonho brasileiro de consumo elevado a paradigma da forma de vida hegemônica no imaginário nacional. Não por acaso, 'o caminho escolhido na história brasileira é o de despolitizar o sofrimento, medicalizar o mal-estar e condominializar o sintoma', diz José Luiz Aidar Prado no texto de orelha.Mas ...

    Ano de publicação 2015.

  • Bala perdida A violência policial no Brasil e os desafios para sua superação
    R$ 18,00

    O psicanalista Christian Dunker, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, interpreta a cultura que prega a violência policial e a força conservadora no Brasil, que define como 'direita violenta'. Ponto de vista complementado pelo antropólogo Luiz Eduardo Soares, ex-secretário nacional de segurança pública e autor do livro Elite da tropa, que aponta as dificuldades para implementar mudanças na polícia brasileira, a partir de perspectiva de políticas públicas de segurança; e pelo depoimento do coronel Íbis Pereira, chefe de gabinete do comando-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, sobre como combater a perversa estrutura do trabalho poli ...

    Ano de publicação 2015.

  • Camarada Um ensaio sobre pertencimento político
    R$ 55,00

    No século XX, milhões de pessoas em todo o globo se dirigiam umas às outras como “camarada”. Hoje, em círculos de esquerda é mais comum ouvir falar em “aliados”. Neste livro, Jodi Dean insiste no fato de que essa mudança exemplifica o problema fundamental da esquerda contemporânea: a sobreposição da identidade política a uma relação de pertencimento político que precisa ser construída, sustentada e defendida. Neste ensaio com recortes e análises bastante originais, Dean nos oferece uma teoria da camaradagem. Camaradas são pessoas que se encontram de um mesmo lado de uma luta política. Unindo-se voluntariamente por justiça, sua rel ...

    Ano de publicação 2021.

  • R$ 15,00

      Quarto lançamento da coleção Pandemia Capital, A arte da quarentena para principiantes, do psicanalista Christian Dunker tematiza diferentes aspectos da vida dos brasileiros sob a pandemia de covid-19. Da política bolsonarista aos transtornos psicológicos deflagrados pela “peste”, da cobertura de saúde pública à defesa da psicanálise como abordagem clínica, o autor destrincha, com olhar arguto, as angústias e os conflitos que afloram no confinamento. Mas é a vida cotidiana o fio comum dos artigos reunidos. Trata-se de um manual de sobrevivência que, ao nomear o sentido antropológico das modificações trazidas pelo vírus, nos incentiva a dar se ...