• José Paulo Netto
    José Paulo Netto autor

    José Paulo Netto nasceu em 1947, em Minas Gerais. Professor Emérito da UFRJ e comunista. Amplamente considerado uma figura central na recepção de György Lukács no Brasil, é coordenador da Biblioteca Lukács, da Boitempo. No Blog da Boitempo escreve mensalmente, às segundas, a coluna “Biblioteca do Zé Paulo: achados do pensamento crítico“, dedicada a garimpar preciosidades esquecidas da literatura anticapitalista.

triangulo
  • R$ 117,00

    O poder da ideologia é uma obra prima por conta própria, um presente esplêndido para os leitores, que encontram nele um manancial de informações, uma boa dose de antídoto e, acima de tudo, um vigor para resistir ao ambiente hostil da atualidade.' -Daniel Singer (Monthly Review)A Boitempo traz uma nova edição do clássico da teoria social contemporânea O poder da ideologia, de István Mészáros, um dos principais pensadores marxistas da atualidade. Com edição cuidadosa, revista e ampliada a partir da edição da editora Ensaio, de 1996, o volume traz uma introdução inédita, traduzida por Paulo Cesar Castanheira, onde Mészáros discut ...

    Ano de publicação 2004.

  • A situação da classe trabalhadora na Inglaterra segundo as observações do autor e fontes autênticas
    R$ 75,00

    A Boitempo Editorial, seguindo seu propósito de publicar todas as obras de Karl Marx e Friedrich Engels em traduções realizadas diretamente do alemão, lança A situação da classe trabalhadora na Inglaterra, clássico de Engels e referência obrigatória na bibliografia das Ciências Sociais.Escrita em 1845, essa obra não estava disponível para o público brasileiro havia muito tempo. A nova tradução foi inteiramente cotejada e supervisionada por José Paulo Netto, que assina também o texto de apresentação. A capa, como nos demais volumes da coleção, traz ilustração de Cássio Loredano.Reconhecido pela extrema original ...

    Ano de publicação 2008.

  • R$ 45,00

    O conciso ensaio que dá título a este livro do filósofo húngaro István Mészáros - redigido originalmente entre 1967 e 1968 - é considerado pelo especialista e professor da UFRJ José Paulo Netto 'um dos melhores e mais criativos estudos já publicados sobre a concepção de dialética que se articula e se desenvolve no conjunto da obra de György Lukács'.Com a intenção de facilitar o estudo da obra multiforme e altamente complexa de Lukács, Mészáros instaura uma matriz interpretativa para o trato do pensamento do filósofo conterrâneo e analisa criticamente seu legado. A perspectiva de Mészáros é privilegiada, ...

    Ano de publicação 2013.

  • Estado e burguesia no Brasil origens da autocracia burguesa
    R$ 45,00

    Em Estado e burguesia no Brasil, o sociólogo Antonio Carlos Mazzeo faz uma reflexão sobre a formação econômico-social brasileira, desde sua colonização até o fim do século XX, acentuando a peculiaridade funcional da nossa burguesia. Mazzeo traça um amplo panorama que compreende o diálogo com prestigiados estudiosos da história brasileira, como Caio Prado Jr. e Florestan Fernandes, e os processos políticos que nosso país viveu ao longo do século XX, em especial no pós-1930, incluindo o golpe de 1964 e seus desdobramentos.O livro é composto por cinco partes, incluindo um estudo da transição do feudalismo ao capitalismo na Europa, as mudanças da& ...

    Ano de publicação 2015.

  • R$ 95,00

    No ano em que se completam doze décadas da morte de Friedrich Engels (1820-1895), a Boitempo lança a primeira tradução direta do alemão de um de seus mais celebrados textos, A revolução da ciência segundo o senhor Eugen Dühring, mais conhecido como Anti-Dühring. Publicada em livro originalmente em 1878, a obra reúne materiais escritos entre 1877-1878 para o jornal dos social-democratas alemães, o Vorwärts. Anti-Dühring, considerado um dos melhores escritos de Engels e leitura imprescindível para a introdução ao pensamento marxiano, foi concebido como uma resposta ao também alemão Eugen Dühring, que havia criado sua própria versão do social ...

    Ano de publicação 2015.

  • Curso livre Marx-Engels a criação destruidora
    R$ 20,00

    Em oito aulas temáticas, o guia de introdução Curso livre Marx-Engels atravessa as principais obras do marxismo, do Manifesto Comunista ao Capital, apresentando os fundamentos do pensamento de Marx e Engels e esclarecendo a origem de conceitos-chave como 'fetichismo da mercadoria', 'luta de classes', 'proletariado', 'alienação', 'ideologia', 'crítica da economia política', 'materialismo histórico', 'ditadura do proletariado', entre outros.Coordenada por José Paulo Netto, a obra conta com textos revisados e atualizados de alguns dos maiores pesquisadores do marxismo do Brasil: Alysson Leandro Mascaro, Antonio Rago Filho, Jorge Grespan, Mario Duayer, Osvald ...

    Ano de publicação 2015.

  • R$ 68,00

    Marx e Engels se ocuparam a fundo dos problemas da arte e da literatura, mas não chegaram a publicar escritos abordando o tema de maneira sistemática. Nesta obra, o filósofo húngaro György Lukács realiza um trabalho magistral de destrinchar e examinar o tratamento que os fundadores do marxismo dedicaram ao tema da estética.Referência fundamental para pensar o imbricamento entre estética e política, os escritos reunidos em Marx e Engels como historiadores da literatura revelam a percepção inaugural que o pensador húngaro tem da estética marxista. Ao se debruçar sobre as análises que Marx, Engels e Lenin fazem da literatura e da arte, o livro debate o papel do artista e da e ...

    Ano de publicação 2016.

  • R$ 53,00

    Miséria da filosofia, primeiro livro que Marx publicou sozinho e o único que redigiu em francês, foi escrito entre janeiro e abril de 1847, em Bruxelas, e saiu em edição custeada pelo autor, com tiragem de oitocentos exemplares, em princípios de julho. A obra de Proudhon que é objeto da crítica de Marx, Système des contradictions économiques ou Philosophie de la misère [Sistema das contradições econômicas ou Filosofia da miséria], fora publicada em Paris em outubro do ano anterior e, semanas depois, um exemplar chegou-lhe às mãos, enviado por Engels. Desde seu lançamento, Miséria da filosofia tem provocado incômodo por seu implacável tom ...

    Ano de publicação 2017.

  • R$ 83,00

    Cadernos filosóficos, segundo volume da coleção Arsenal Lênin, reúne um conjunto de textos que, embora pouco conhecido do grande público, é considerado fundamental para a trajetória teórico-prática dos intensos dez últimos anos de vida do líder soviético. Desafiadoras, essas anotações sobre obras e palestras de Hegel centradas na lógica, na dialética e na filosofia da história documentam um momento de transição no pensamento leniniano.   Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, em 1914, e a cisão por ela gerada no interior da Segunda Internacional, Lênin viu-se forçado a deixar seu exílio na Pol&oc ...

    Ano de publicação 2018.

  • R$ 107,00

    György Lukács é um dos maiores expoentes do pensamento humanista do século XX e Para uma ontologia do ser social é a mais complexa sistematização filosófica de seu tempo. Considerada uma das mais importantes obras do filósofo húngaro, concebida no curso dos anos 1960, a Ontologia (como se tornou conhecida) significa o salto daquela intuída à ontologia filosoficamente fundamentada nas categorias mais essenciais que regem a vida do ser social, bem como nas estruturas da vida cotidiana dos homens.O primeiro volume de um dos centrais projetos editoriais da Boitempo, acalentado por mais de uma década, finalmente chega às livrarias brasileiras com primorosa apresentação de Jos& ...

    Ano de publicação 2018.

  • R$ 115,00

    Concluído no final de 1938 e publicado uma década depois, O jovem Hegel é um dos trabalhos filosóficos mais importantes de György Lukács. Mereceu, ao longo dos anos, importantes edições em diversos idiomas. A que se publica agora, 70 anos após a original alemã, é a primeira em português.Ao se debruçar sobre as obras juvenis do filósofo alemão, Lukács resgata os momentos de construção do pensamento que veio a se tornar a expressão mais ampla e mais completa do pensamento burguês. Ao mesmo tempo que propõe uma análise de rigor da fase juvenil de Hegel, o autor denuncia a decadência ideológica da burguesia, que renuncia &a ...

    Ano de publicação 2018.

  • R$ 77,00

    Publicada pela primeira vez no Brasil e escrita pelo alemão Gustav Mayer, esta biografia traz um poderoso relato sobre a vida e obra de Friedrich Engels (1820-1895), um dos criadores do socialismo científico.  Passando pelos principais eventos de sua vida, Mayer descreve a infância de Engels, sua vida na academia, seu rompimento com a democracia burguesa, seu encontro e amizade com Karl Marx e a importante publicação de O manifesto comunista em 1848. O biógrafo também traz nuances de sua relação com a família, seu trabalho na indústria, publicações e organizações para qual escreveu e militou, até sua morte em Londres aos 75 anos.  Publicado originalment ...

    Ano de publicação 2020.

  • R$ 95,00

    Com maestria e erudição, José Paulo Netto nos conta a história de Karl Marx neste livro fundamental, fruto de uma vida inteira dedicada ao estudo da obra marxiana. Entrelaçando  realidade sociopolítica e aspectos da vida privada do biografado, o autor dá luz à trajetória do pensamento, da atividade política, da elaboração dos textos, dos afetos e desafetos – enfim, ao grande legado do criador do socialismo científico. Ao recorrer aos textos produzidos por Marx um a um, entremeando suas reflexões a uma ampla série de citações (escolhidas a dedo), José Paulo Netto oferece ao leitor um rico guia de leitura da vida e da obra de Marx. Tamb&eacut ...

    Ano de publicação 2020.

  • R$ 72,00

    Você conhece o Armas da crítica?  Confira  aqui  mais informações sobre o clube do livro da Boitempo e acesse  aqui  o guia de leitura de Esboço para uma crítica da economia política, livro 12 do clube. __________________________________________   Diversos autores e intelectuais apontaram Friedrich Engels como o primeiro marxista. Enquanto Karl Marx ainda focava seus combates na filosofia, o jovem Engels publicava “Esboço para uma crítica da economia política”, texto que dá título a esta obra e é considerado o embrião da crítica da economia política, que seria desenvolvida ...

    Ano de publicação 2021.

  • R$ 35,00

    Os textos reunidos nesta coletânea foram elaborados a partir das falas revisadas dos autores no Curso Livre Marx-Engels: 200 anos de Engels. Os trabalhos aqui impressos refletem, em registros diversos, sobre a importância e a contribuição do autor para a crítica social.   Múltiplas temáticas – como elementos biográficos, a constituição do proletariado enquanto categoria prática e teórica, a crítica do Estado, do direito e da família, estudos antropológicos e o peso de Engels na fundação do marxismo – foram abordadas por especialistas de diversas áreas do conhecimento.   Orientadas por uma perspectiva engajada, as falas procu ...

    Ano de publicação 2021.

  • Machado de Assis ensaios e apontamentos avulsos
    R$ 53,00

    Machado de Assis: ensaios e apontamentos avulsos, lançado pela primeira vez em 1959, é um dos trabalhos mais importantes e conhecidos de Astrojildo Pereira. O autor traz uma detalhada análise sobre a vida e obra de um dos maiores nomes da literatura brasileira, revelando um escritor perspicaz, crítico atento e sensível e um romancista com forte sentido político e social.   No ano do centenário de fundação do Partido Comunista Brasileiro (PCB), a Boitempo e a Fundação Astrojildo Pereira relançam essa importante obra com a inclusão de alguns textos, atualização gramatical e uma padronização editorial.  Os textos introdutórios das ediç&otil ...

    Ano de publicação 2022.

  • Prolegômenos para uma ontologia do ser social questões de princípios para uma ontologia hoje tornada possível
    Livro Indisponível Avise-me quando chegar

    Após a publicação da primeira parte de sua Estética, em 1963, o filósofo húngaro György Lukács começou a trabalhar no ambicioso projeto de uma Ética que sintetizaria sua longa trajetória intelectual. Em suas investigações, porém, notou a 'necessidade de uma elaboração prévia: a determinação histórico-concreta do modo de ser e de reproduzir-se do ser social', como aponta José Paulo Netto, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esses esforços são concluídos em 1969 e publicados postumamente com o título de Para uma ontologia do ser social. Com o objetivo de explicar melhor alguns conceitos ...

    Ano de publicação 2010.