• Minhas compras
  • Entrar
  • Perry Anderson
    Perry Anderson autor

    Perry R. Anderson é um historiador inglês e professor da Universidade da Califórnia (UCLA). Pela Boitempo, publicou Afinidades seletivas (2002), Espectro (2012), A política externa norte-americana e seus teóricos (2015), Duas revoluções: Rússia e China (2018) e Considerações sobre o marxismo ocidental – nas trilhas do materialismo histórico (2019).

triangulo
  • Contragolpes seleção de artigos da New Left Review
    R$ 57,00

    A New Left Review é a revista teórica de esquerda mais importante do mundo. Fundada em 1960, teve entre seus principais editores nomes como os de Edward Thompson, Perry Anderson e Robin Blackburn. A intenção da revista, plenamente realizada, foi criar um espaço para o que se convencionou chamar, naquele momento, de 'nova esquerda', para diferenciar-se tanto dos partidos comunistas quanto dos socialdemocratas. Em 2000, depois de quase vinte anos com Robin Blackburn como editor da revista, Perry Anderson, o mais importante dirigente intelectual da publicação, reassumiu, mudou sua tradicional capa e imprimiu-lhe um novo impulso teórico e político, com uma nova numeração. Nenhuma outra revista de esq ...

    Ano de publicação 2006.

  • Espectro da direita à esquerda no mundo das ideias
    R$ 87,00

    Espectro é um exercício raro de historiografia das ideias contemporâneas. Este novo livro do prestigiado britânico Perry Anderson traz ensaios, entre inéditos e originalmente publicados nos veículos London Review of Books, Dissent, New Left Review e The Nation. O autor de Considerações sobre o marxismo ocidental busca em Espectro as bases históricas, filosóficas, sociológicas e econômicas da política redefinidas pelo fim da Guerra Fria, explorando as diferentes tendências e posições de pensadores e escritores do cenário global. Em uma tomada panorâmica, que se desloca da direita à esquerda no mundo das ideias, o autor define o espectro ao qual o tí ...

    Ano de publicação 2012.

  • R$ 73,00

    Neste livro, sobre geopolítica e relações internacionais, o historiador inglês Perry Anderson reconstitui os principais acontecimentos e inflexões da política externa dos EUA desde o fim da Segunda Guerra até os dias atuais, fazendo uma análise crítica desse período e de como foram tecidas as bases ideológicas, políticas, militares e institucionais em que se sustenta, atualmente, o poder imperial do país. A política externa norte-americana e seus teóricos é uma obra sucinta, que se inscreve dentro da literatura crítica do imperialismo, mas não repete os seus argumentos clássicos.Para o historiador, a oposição radical ao império norte-americano não 'exige garantias do seu recuo ou do seu colapso iminente'. Mais do que isso, Anderson considera que, apesar das ...

    Ano de publicação 2015.

  • Margem Esquerda 27 dossiê: Marxismo e questão racial
    R$ 33,00

    No dia 31 de agosto de 2016, o Senado brasileiro votou pela destituição da presidenta eleita Dilma Rousseff, consolidando o golpe jurídico-parlamentar-midiático que engendrou o maior retrocesso da democracia em nosso país desde a ditadura militar de 1964. No Brasil daquela época, o engodo foi denominado de “revolução”. Em 2016, novamente argumentam não se tratar de um golpe, já que todo o rito democrático teria sido seguido. Verdade é que a farsa do impeachment pôs fim ao pacto resultante da democratização brasileira feito há três décadas e consubstanciado na Constituição de 1988. Como resultado, junto com o governo usurpador vier ...

    Ano de publicação 2016.

  • R$ 39,00

    Em Duas revoluções, Perry Anderson examina a gênese e os desdobramentos das duas principais experiências revolucionárias que tentaram constituir sociedades alternativas ao capitalismo no século XX: as da Rússia e da China. Em chave histórico-comparativa, o autor coteja as vias por elas trilhadas desde seus triunfos originais, destrinchando as orientações estratégicas distintas que presidiram seus processos de reforma sistêmica, culminando em desfechos opostos e contrastantes.Como a Revolução Chinesa, partindo de e operando em condições bem mais desfavoráveis e precárias, conseguiu alcançar, no século XXI, impacto muito mais amplo e duradouro que ...

    Ano de publicação 2018.

  • R$ 69,00

    Nos ensaios Considerações sobre o marxismo ocidental (1976) e Nas trilhas do materialismo histórico (1983) - reunidos, em nova tradução, neste volume -, Perry Anderson examina meio século de trajetória do 'marxismo ocidental', vertente contraposta ao 'marxismo-leninismo' soviético de então. Partindo do estudo comparativo de trajetórias intelectuais e políticas de autores marxistas e do contexto em que viveram, o historiador britânico analisa, no primeiro ensaio, como a unidade entre teoria e prática foi afetada, a partir da década de 1920, pelo distanciamento desses intelectuais em relação à atividade política dos partidos socialistas e comu ...

    Ano de publicação 2019.

  • R$ 53,00

    Em seu mais recente livro, Brasil à parte, o historiador Perry Anderson apresenta um panorama da história econômica e política de nosso país desde o momento da redemocratização. Os cinco ensaios que compõem o volume (publicados originalmente na London Review of Books) revelam a percepção do autor ao longo de períodos-chave do Brasil, passando do Plano Real ao impeachment de Dilma Rousseff. A edição conta, ainda, com uma introdução e um epílogo que analisam inclusive os primeiros meses de Bolsonaro no poder. A análise dos descaminhos, das frustrações e dos momentos de avanços cria pontes entre os acontecimentos nacionais e o contexto global. An ...

    Ano de publicação 2020.

  • Livro Indisponível Avise-me quando chegar

    Nos textos escolhidos pelo cientista político e escritor brasileiro Emir Sader para compor este Afinidades seletivas, produzidos no período de pouco mais de uma década, Anderson polemiza com as posições de autores tão distintos como Isaiah Berlin (no artigo 'O Pluralismo de Berlin'), John Rawls ('Uma Teoria da Injustiça'), Marshall Berman ('Modernidade e Revolução') e Isaac Deutscher ('O Legado de Deutscher').Além destes, ele também ilumina as teorias de Antonio Gramsci ('As Antinomias de Gramsci'), Michael Mann ('A Sociologia do Poder') e Roberto Mangabeira Unger ('A Política de Engrandecimento'). Anderson nunca evitou enfrentar intelectuais ...

    Ano de publicação 2002.

  • Margem Esquerda 14 Dossiê: imperialismo, ecologia e crise estrutural
    Livro Indisponível Avise-me quando chegar

    A crise ecológica manifesta uma contradição fundamental do capitalismo: entre o sistema produtivo e as condições de produção. Desde os primórdios da acumulação primitiva do capital, a conquista de mais e mais lucro se dá com a destruição de trabalhadores e da natureza. Contraditoriamente, o capitalismo destrói sua base, minando a própria capacidade de reprodução. A sorte das classes trabalhadoras e a do meio ambiente estão diretamente vinculadas. A compreensão crítica do vínculo entre luta de classes e ecologia se torna tema indispensável ao pensamento marxista. Organizado por Carla Ferreira e Mathias Luce, o dossiê des ...

    Ano de publicação 2010.

  • Democracia realizada A alternativa progressista
    Livro Indisponível Avise-me quando chegar

    "[Unger é] inteligência filosófica do Terceiro Mundo que virou a mesa como crítico e profeta do Primeiro Mundo." (Perry Anderson) Um dos maiores cientistas políticos da atualidade, Roberto Mangabeira Unger é autor de obras sobre a sociedade e a personalidade que vêm repercutindo amplamente nos países em que são publicadas. Seus esforços para inspirar alternativas práticas ao neoliberalismo atraem atenção crescente em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde nasceu. Neste seu mais recente livro, Mangabeira desenvolve as bases de uma alternativa progressista à política contemporânea. A pedra de toque dessa alternativa é o experimentalismo aplicado &agra ...

    Ano de publicação 1999.

  • Margem Esquerda 23 Dossiê: Brasil, que desenvolvimento?
    Livro Indisponível Avise-me quando chegar

    Brasil, crescimento ou estagnação? Desenvolvimento ou desindustrialização? Em ano de eleições, polarizadas como poucas vezes se viu, a edição 23 da revista Margem Esquerda se propõe a discutir o presente e o futuro de nosso país. “Onda conservadora” de um lado – representada pela figura do tucano Aécio Neves – e a resistência democrática de outro, formada em torno da petista Dilma Rousseff, colocam em pauta diferentes projetos ou distintas nuances para o Brasil. Quais as causas e quais as extensões das turbulências que acometem a economia nos dias que correm? O dossiê “Brasil, que desenvolvimento?”, centrado no principal embate te&oac ...

    Ano de publicação 2014.