• Minhas compras
  • Entrar

Em romances policiais, detetives funcionam como leitores de cidades

Em romances policiais, detetives funcionam como leitores de cidades

Em romances policiais, detetives funcionam como leitores de cidades

Realidade invadiu ficção na literatura noir contemporânea, afirma autor

A partir do novo romance policial de Leonardo Padura - com lançamento no Brasil previsto para outubro pela editora Boitempo, e com o título A transparência do tempo -  autor argumenta que os detetives das histórias, no fundo, são leitores das características sociais das cidades em que atuam.  

Alvaro Costa e Silva | Ilustríssima Conversa | Folha de S.Paulo