Product main image - 0ed5d9d1-2cd0-450d-8a8f-0292452a5367
image_559f35d7-99f5-4e15-9c6a-275572789c38
Crítica à razão informal
Explorando as intricadas relações entre trabalho formal e informal, desafia análises dualistas ao revelar como a explosão da informalidade é entrelaçada e conflituosa no mundo do capital. Reflexão sobre a irracionalidade contemporânea do trabalho, destacando suas complexas ramificações globais.

R$ 45,00

R$ 45,00 no PIX

Quantidade:


Calcule o frete e prazo de entrega

Este livro é um esforço reflexivo qualificado sobre o significado da informalidade do trabalho. Ao apreender as engrenagens e os mecanismos que articulam o "setor informal" com o "formal" o autor recusa as limitadas análises dualistas. Mostrando que o aumento explosivo da informalidade é parte integrante e ao mesmo tempo conflituosa do mundo do capital. Crítica à razão informal oferece-nos uma consistente contribuição teórica sobre o fenômeno da informalidade do trabalho. Expressão avançada das formas contemporâneas dessa irracionalidade.
 
Autoria de Manoel Luiz Malaguti
Texto de orelha de Ricardo Antunes
Apoio de UFES
Coleção: Mundo do Trabalho
Número de páginas: 176
Dimensões: 21 x 14 x 1 cm
Peso: 248,2 g
ISBN: 9788585934620
Encadernação: Brochura
Ano de publicação: 2001

SubTítulo 295248

a imaterialidade do salariado