Product main image - 30c23350-4fa7-4d9f-a01d-052fe2124282
image_907712fe-1e27-4e01-9622-93931a5e47e6
Febre de cavalos
Autoria de Leonardo Padura
Andrés enfrenta os dilemas de juventude, do amor e do amadurecimento na Havana dos anos 1980. As complexas relações com sua mãe, namorada e uma vizinha mais velha são entrelaçadas com o cotidiano cubano, revelando os alicerces que futuramente se destacaria na narrativa policial do autor.
Disponível também em

R$ 47,00

R$ 47,00 no PIX

Quantidade:


Calcule o frete e prazo de entrega

Disponível também em
Andrés é um rapaz de dezessete anos que, após concluir o programa Escola no Campo, retorna para casa e conhece Cristina, uma vizinha sedutora mais velha que ele. A partir da relação deles, ambígua e conturbada, a história de Andrés – inclusive com sua namorada e sua mãe – vai se definindo.

Fã e jogador de beisebol, o rapaz sofre um acidente durante um jogo decisivo; ainda frustrado, passa por uma experiência que o marca para sempre. Cada um dos âmbitos da juventude de Andrés é integrado ao enredo, em meio a suspense, intriga, dor e alegria, e contribui para revelar a formação e as transformações do adolescente e certas particularidades do cotidiano em Cuba.  

Pela primeira vez no Brasil, Febre de cavalos é o romance de estreia de Leonardo Padura. A partir dele, porém, já é possível notar o esboço de personagens importantes que Padura desenvolve nos futuros romances. Aliás, segundo o autor diz em nota presente na edição, com o tempo ele mesmo identificou em Andrés experiências bem parecidas com as do futuro investigador Mario Conde.
 

Trecho do livro

Então começou a sonhar com ela. Sonhava todas as noites, porém não só com Cristina, mas também com seus cavalos, suas flores, suas pombas e até com o anjo. Eram sonhos cansativos, irrecuperáveis ao amanhecer, que lhe davam a sensação de estar obcecado por um fantasma quase invisível. Entretanto havia uma imagem persistente que, essa sim, conseguia lembrar: beijava Cristina, despia-a sem pressa e se jogava com ela num capinzal verde, espumoso, que não provocava prurido. Gostava do cheiro daquele capim, que exalava o mesmo perfume da dama-da-noite. Sentia tudo perfeitamente, embora assistisse à cena como um espectador distante.

Autoria de

Autoria

Leonardo Padura

Autoria de Leonardo Padura
Tradução de Monica Stahel
Texto de orelha de Rita Palmeira
Texto de quarta capa de Ronaldo Bressane
Apoio do Ministerio de Cultura y Deporte de España
Capa de Ronaldo AlvesNúmero de páginas: 128
Dimensões: 23 x 16 x 1 cm
Peso: 180,5 g
ISBN: 9786557171981
Encadernação: brochura
Ano de publicação: 2022