Product main image - acaa6fa5-43a9-450c-b24a-80ed531a3931
image_09edc0e0-cc20-432b-91d4-4c610027e875
O caracol e sua concha
Autoria de Ricardo Antunes
Uma abordagem provocadora da teoria do sociólogo marxista sobre a importância contínua do trabalho no contexto do progresso científico e tecnológico no capitalismo atual. Uma visão crítica sobre a transformação da produção e a dinâmica das classes sociais.
Disponível também em

R$ 43,00

R$ 43,00 no PIX

Produto esgotado

Preencha os campos para ser avisado assim que o produto voltar ao estoque!


Calcule o frete e prazo de entrega

Disponível também em
O caracol e sua concha retoma, de forma polêmica e combativa, a teoria de Ricardo Antunes, um dos mais destacados sociólogos marxistas da atualidade, sobre a centralidade da categoria "trabalho".

A tese central apresentada no livro afirma que o progresso científico-tecnológico no capitalismo contemporâneo não resulta, como expõe a corrente eurocêntrica, no fim da teoria do valor trabalho. O núcleo teórico de sua argumentação é inspirado em Marx e em sua ideia de que o saber rigoroso e o conhecimento técnico-científico desempenham papel fundamental na transformação da produção.

Ricardo Antunes empreende um estudo sobre a alteração produzida pela incorporação da ciência e da tecnologia na composição orgânica do capital e nas suas relações entre trabalho produtivo e improdutivo, manual e intelectual, material e imaterial e na forma assumida pela divisão sexual do trabalho, interferindo na nova composição das classes sociais do capitalismo contemporâneo globalizado.
 
Autoria de Ricardo Antunes
Texto de orelha de Sedi Hirano
Número de páginas: 136
Dimensões: 21 x 14 x 1,0 cm
Peso: 191,8 g
ISBN: 9788575590652
Encadernação: Brochura
Ano de publicação: 2005

SubTítulo 294810

ensaios sobre a nova morfologia do trabalho