Product main image - 650970e2-0325-45f1-8398-b0efe28e68dc
image_deaa5bb3-b998-4575-948b-df98e1d9ff9e
Os portões do Éden
Uma exploração profunda da origem do pensamento igualitário e político, desde os gregos antigos até a era moderna. Uma análise que revela as raízes do igualitarismo e suas transformações ao longo da história ocidental, fundamental para compreender o século XXI.
Disponível também em

R$ 75,00

R$ 75,00 no PIX

Quantidade:


Calcule o frete e prazo de entrega

Disponível também em
Na sequência de seu livro O voo de minerva: a construção da política, do igualitarismo e da democracia no Ocidente Antigo, Antonio Carlos Mazzeo traz aos leitores uma profunda sondagem teórico-histórica das questões mais importantes levantadas pela sociedade contemporânea acerca da democracia, do igualitarismo e do poder. Em Os portões do Éden: igualitarismo, política e Estado nas origens do pensamento moderno, o autor radica sua pesquisa histórico-filosófica nas origens helenísticas do igualitarismo e das formas políticas de resolução das necessidades organizativas das sociedades.

O corte filosófico encetado pela passagem da questão do "que fazer?" platônico para a questão de "como viver?" aristotélico dá início a um longo processo, contínuo-descontínuo, de construção de cosmologias que se adequem às diferentes formas sociometabólicas e histórico-particulares ocidentais até a modernidade.O Renascimento e a apropriação peculiar da herança helênica do igualitarismo proporcionam uma imersão em autores que sintetizam a transformação civilizatória da nova era na "entificação" de uma nova cosmovisão da condição humana. Laicizar o divino e o estabelecimento do livre-arbítrio permitiram à humanidade historicisar o conhecimento na transformação dialética do ser humano e da consciência possível. Nessa particular transformação que emerge do Renascimento, a forma sociometabólica do capital impulsionada pela burguesia traz consigo a superação do ideal clássico grego fundado na pólis e a ascensão do ideal burguês do homem egoísta, surgindo assim, a forma inacabada da individualidade ainda segmentada pela sociedade de classes.

"O encerramento do livro com a primorosa contribuição de Maquiavel permite compreender em plenitude a construção ideo-política da forma societal burguesa em emergência. A práxis política, o papel do Estado e o significado do igualitarismo no século XXI requerem a imersão na produção teórico-filosófica proposta por Mazzeo ao abrir os portões do Éden aos leitores". Texto de orelha de Sofia Manzano.
 
Autoria de Antonio Carlos Mazzeo
Apresentação de Marcos Del Roio
Posfácio de Anderson Deo
Texto de orelha de Sofia Manzano
Texto de quarta capa de Marcos Del Roio e Anderson Deo
Apoio de Fapesp
Número de páginas: 352
Dimensões: 23 x 16 x 2,0 cm
Peso: 496,4 g
ISBN: 9788575596883
Encadernação: brochura
Ano de publicação: 2019

SubTítulo 296293

igualitarismo, política e estado nas origens do pensamento moderno