Riqueza e miséria do trabalho no Brasil III

Ricardo Antunes, Maria da Graça Druck, István Mészáros, Alain Bihr, entre outros.

R$ 91,00 Livro Indisponível Avise-me quando chegar

Riqueza e miséria do trabalho no Brasil III
  • autor: Ricardo Antunes
    Maria da Graça Druck
    István Mészáros
    Alain Bihr
    Danièle Linhart
    Giovanni Alves
    Pietro Basso
    Patricia Villen
    Patricia A. Collado
    Jesus Ranieri
    Caio Antunes
    Fábio Fernandes Villela
    Selma Venco
    Sávio Cavalcante
    Maria Izabel da Silva
    Claudia Mazzei Nogueira
    Bruno Durães
    Maria Aparecida Alves
    Maria Aparecida de Moraes Silva
    Maria Augusta Tavares
    Nilo Silva Pereira Netto
    Sidartha Sória
    Arnaldo José França Mazzei Nogueira
    Ruy Braga
    Paula Regina Pereira Marcelino
  • apresentação e organização: Ricardo Antunes
  • orelha: Marco Aurélio Santana
  • imagem da capa: Eugene de Salignac
edição:
1
coleção:
Mundo do Trabalho
selo:
Boitempo
páginas:
464
formato:
23cm x 16cm x 3cm
peso:
606 gr
ano de publicação:
2014
encadernação:
Brochura
ISBN:
9788575594100

O terceiro volume de Riqueza e miséria do trabalho no Brasil, projeto do sociólogo e professor da Unicamp Ricardo Antunes, explora o laboratório capitalista em países nórdicos e no Brasil, aprofundando o objetivo da série de traçar um panorama do momento atual e do futuro do trabalho e do sindicalismo no Brasil. Dando continuidade ao projeto iniciado com a publicação dos volumes I e II desta série, também pela Boitempo, os autores investigam em profundidade os caminhos do mundo do trabalho contemporâneo, suas metamorfoses e transformações, com o olhar voltado especialmente para o caso brasileiro, mas também para o espaço produtivo e as formas diferenciadas de produção nos países capitalistas centrais.A coletânea reúne textos de diversos pesquisadores nacionais e internacionais, com foco conceitual e empírico, que se debruçam sobre temas como: a epidemia de terceirização no cenário global; a modernização e precarização da vida no trabalho; a nova configuração da imigração no Brasil; as cidades do intelecto coletivo; tendências do setor de telecomunicações; o trabalho de rua; trabalhadores da arte; e a encruzilhada que os sindicatos enfrentam.Organizado em três partes, o volume explora as heranças oriundas do padrão tayloriano?fordista de produção e as emergências decorrentes dos novos experimentos produtivos que resultam da acumulação flexível e presentes de modo expressivo no universo brasileiro. Para tanto, um vasto universo experimental foi perseguido. Na primeira parte, a situação atual do trabalho e o sistema do capital são explorados ao longo de dez textos que contextualizam a conjuntura econômica e social. Na segunda, a discussão central se dá no debate sobre as novas formas de trabalho no Brasil e no mundo, bem como a reestruturação produtiva no país. Por fim, a terceira parte da obra se dedica à questão sindical e o futuro dos trabalhadores.