Product main image - 0fffe42b-5dc3-47fd-bdc8-1a38144e8288
image_f057a00e-7b17-4f39-ba5b-4f31fd571103
São Paulo
Autoria de Alain Badiou
Uma reflexão revolucionária sobre o apóstolo Paulo, abordando sua influência no universalismo e destacando a conexão entre um sujeito sem identidade e uma lei sem suporte. Uma investigação sobre como Paulo provocou uma revolução cultural que ainda impacta nossa compreensão da verdade e da política.

R$ 45,00

R$ 45,00 no PIX

Produto esgotado

Preencha os campos para ser avisado assim que o produto voltar ao estoque!


Calcule o frete e prazo de entrega

A partir do discurso do apóstolo Paulo, tido como o fundador do cristianismo, o filósofo Alain Badiou formula uma investigação sobre os fundamentos do universalismo. Para o intelectual francês, Paulo inaugura um novo discurso, distinto da filosofia grega e da lei dos judeus, fundado na experiência e portador de uma nova perspectiva, a universalidade.

Ao longo desse ensaio, Badiou aborda a conexão paradoxal feita por Paulo entre um sujeito sem identidade e uma lei sem suporte, que funda a possibilidade de uma predicação universal na história. Nas palavras do filósofo francês: “Se, hoje, quero retraçar em poucas páginas a singularidade dessa conexão é porque trabalho por todos os ângulos, até com a negação de sua possibilidade, a busca de uma nova figura militante, demandada para suceder àquela cujo lugar Lenin e os bolcheviques ocuparam, no início do século passado, e que se pode dizer ter sido a do militante de partido”.

Este livro é testemunho do não conformismo de Paulo e de Badiou, que mostra a mesma paixão política que vê nas epístolas do primeiro e para quem “o pensamento não espera e jamais esgota sua reserva de força, a não ser para quem sucumbe no profundo desejo de conformidade, que é a via da morte”.

São Paulo, publicado no âmbito do Ano da França no Brasil, contou com o apoio do Ministério francês das Relações Exteriores e Européias. O livro conta ainda com um posfácio de Vladimir Safatle, no qual o professor da USP avalia a produção intelectual e trajetória de Badiou. Em suas palavras, “podemos dizer que Badiou parte do princípio de que a política não pode ser guiada por exigência de realização de ideais normativos de justiça e consenso que já estariam atualmente presentes em alguma dimensão da vida social. Pois isso nos impediria de desenvolver uma crítica mais profunda capaz de questionar a gênese de nossos próprios ideais e valores”.
 
Autoria de Alain Badiou
Tradução de Wanda Nogueira Caldeira Brant
Posfácio de Vladimir Safatle
Número de páginas: 142
Dimensões: 23 x 16 x 1 cm
Peso: 200,3 g
ISBN: 9788575591505
Encadernação: brochura
Ano de publicação: 2012

SubTítulo 294330

a fundação do universalismo