• Minhas compras
  • Entrar

Mudamos nossa loja virtual para melhor atendê-lo. Se você já é cliente, utilize a funcionalidade de "Esqueci minha senha" para atualizar seu acesso e fazer o login.

Minhas Compras

Não há produtos no carrinho.

Trabalhadores, uni-vos!

Antologia política da I Internacional

Marcello Musto

R$ 59,00 Comprar

Trabalhadores, uni-vos!
  • organizador: Marcello Musto
  • autor: César de Paepe
    Eugène Hins
    Friedrich Engels
    James Guillaume
    Karl Marx
    Mikhail Bakunin
    Paul Robin
  • tradutor: Rubens Enderle
  • orelha: Paulo Barsotti
  • editor: Fundação Perseu Abramo (coedição)
selo:
Boitempo
páginas:
336
formato:
0cm x 0cm x 0cm
peso:
448 gr
ano de publicação:
2014
ISBN:
9788575594063

'Uma extraordinária coletânea' – Noam Chomsky

A Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT) se tornou símbolo da luta de classes e influenciou as ideias de milhões de trabalhadores ao redor do planeta. O aniversário de 150 de sua fundação, em 1864, oferece uma importante oportunidade de reler suas resoluções e aprender com as experiências de seus protagonistas, para repensar os problemas do presente. Com textos inéditos, cuidadosamente selecionados e traduzidos, este volume configura um arquivo de valor inestimável para a história e a teoria do movimento dos trabalhadores, bem como para a crítica do capitalismo. O livro conta ainda com uma extensa introdução crítica de Marcello Musto, apresentando e contextualizando as diverentes vertentes e resoluções em jogo.

Trabalhadores, uni-vos! talvez contenha a lição mais importante para nossa época. Neste livro, a fundação da Associação Internacional dos Trabalhadores recebe, por ocasião de seu 150º aniversário, uma saudação à altura de um dos maiores, ainda que nem tão conhecido, feitos da humanidade. Uma coletânea extraordinária, muitas vezes surpreendente, jamais tediosa, e repleta de insights e discussões, em grande parte – infelizmente – ainda relevantes. ALTAMENTE RECOMENDÁVEL para todos aqueles que mantêm a mente jovem o suficiente para aprender algo verdadeiramente novo com o que parece velho e ultrapassado.”
Bertell Ollman, New York University

 
“O que significa construir uma revolução? Naqueles dez anos em torno da Comuna de Paris, os comunistas responderam a essa pergunta propondo uma disutopia: não tentaram o impossível, mas mostraram ser possível realizá-lo. Com a fundação da Internacional, a classe operária reivindicou seu realismo político.”
Toni Negri