Product main image - dcd3c5ce-b856-429d-9efd-8ca3d273697a
image_ba54ed4e-ae86-47ac-be92-273ea45c9535
Dialética da natureza
Autoria de Friedrich Engels
Obra póstuma e inacabada que conecta ciência e materialismo dialético, revelando o compromisso do marxismo com o desenvolvimento científico, recuperado pela ecologia marxista contemporânea. Tradução direta do alemão publicada durante o bicentenário de nascimento do autor.
Disponível também em

R$ 93,00

R$ 93,00 no PIX

Produto esgotado

Preencha os campos para ser avisado assim que o produto voltar ao estoque!


Calcule o frete e prazo de entrega

Disponível também em
Durante o século XIX, o progresso científico e tecnológico trouxe importantes conquistas no campo das ciências naturais: o nascimento da química moderna, a teoria evolutiva de Darwin, a descoberta por Pasteur e outros do mundo microbiano. Nesse contexto, Engels procura com sua Dialética da natureza oferecer de uma só vez, ao marxismo uma concepção materialista da natureza elaborada, e às ciências um modelo filosófico a partir do qual se guiar.

Confrontando tendências anticientíficas em vigor entre os próprios cientistas – materialismo vulgar, metafísica, idealismo, agnosticismo, mecanicismo, espiritualismo –, Engels expõe alguns dos principais conceitos da tradição dialética, articulando-os e aplicando-os com rigor a diversos campos do conhecimento. Deixa-se ver assim não apenas a enorme erudição de seu autor, mas também a profundidade do compromisso do marxismo com o desenvolvimento científico. Entre diversas passagens célebres, cultuadas e criticadas, tem papel de destaque a impressionante elaboração sobre a função do trabalho no processo de hominização, que encerra o livro.

Obra póstuma e inacabada, a influência da Dialética da natureza pode ser notada desde sua primeira publicação, seja nos escritos de figuras proeminentes do movimento operário e do marxismo soviético, seja em controvérsias decisivas do chamado marxismo ocidental. Além disso, vem sendo amplamente recuperada pela ecologia marxista contemporânea. Portanto, é incontornável não apenas para quem busca entender a história de formação do marxismo, mas também para quem deseja conhecer os caminhos abertos por ele na atualidade.

Traduzida direto do alemão, esta nova edição da coleção Marx-Engels chega ao leitor no ano do bicentenário de nascimento de Friedrich Engels

Trecho do livro

Não fiquemos demasiado lisonjeados com nossas vitórias humanas sobre a natureza. Esta se vinga de nós por toda vitória desse tipo. Cada vitória até leva, num primeiro momento, às consequências com que contávamos, mas, num segundo e num terceiro momentos, tem efeitos bem diferentes, imprevistos, que com demasiada frequência anulam as primeiras consequências. As pessoas que acabaram com as florestas na Mesopotâmia, na Grécia, na Ásia Menor e em outros lugares para obter terreno cultivável nem sonhavam que estavam lançando a base para a atual desertificação dessas terras, retirando delas, junto com as florestas, os locais de acúmulo e reserva de umidade

Autoria de

Autoria

Friedrich Engels

Autoria de Friedrich Engels
Tradução de Nélio Schneider
Texto de orelha de Laura Luedy
Apresentação de Ricardo Musse
Capa de Antonio Kehl, sobre desenho de Cássio Loredano
Título original: Dialektik der natur
Coleção: Marx e Engels
Número de páginas: 400
Dimensões: 16 x 23 x 2 cm
Peso: 564 g
ISBN: 9786557170236
Encadernação: brochura
Ano de publicação: 2020