Product main image - 92c0bb96-9de0-4979-bd2b-2076ab652f5f
image_3911a767-31ae-401b-8160-24bdea9e5937
Margem Esquerda 39
Autoria de Vários
Desde 2003 a Margem Esquerda, revista semestral da Boitempo, se dedica a enfrentar os principais desafios de nosso tempo histórico. Com rigor teórico e compromisso com a construção de um mundo justo e livre de opressões, cada edição apresenta dossiê temático, artigos, entrevistas com alguns dos principais teóricos do marxismo e ativistas políticos, além de poesias, resenhas e um ensaio visual.

R$ 47,00

R$ 47,00 no PIX

Produto esgotado

Preencha os campos para ser avisado assim que o produto voltar ao estoque!


Calcule o frete e prazo de entrega

A Margem Esquerda deste semestre tem como tema central a guerra. Esse é o eixo que atravessa a revista de ponta a ponta, desde as análises sobre o conflito na Ucrânia até a reflexão sobre a redescoberta da política como guerra pela extrema direita brasileira, passando pela radiografia das perigosas redes de poder na frente amazônica de acumulação de capital.  

A edição abre com uma entrevista com a historiadora Marly Vianna, militante comunista e referência na pesquisa sobre a insurreição paulista de 1935. Angelo Segrillo, João Quartim de Moraes, Alex Callinicos, Tomasz Konicz traçam um painel econômico, político, cultural e social da guerra na Ucrânia. Na sequência, David Harvey e Marcos Barreira aprofundam a reflexão sobre as implicações do conflito ucraniano no par de ensaios que abrem a seção de artigos da revista.

Maria Orlanda Pinassi e Isabella di Guastalla fazem um raio-x dos vasos comunicantes entre o mercado financeiro global e o extrativismo sanguinário que tirou as vidas do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Philips. Gilberto Maringoni traça um balanço preliminar do novo ciclo político na América Latina e Maurilio Lima Botelho faz uma análise marxista sobre a inteligência artificial e a crise do trabalho. Paulo Arantes fecha a sessão com uma reflexão afiada e provocativa sobre as atuais “eleições do fim do mundo” à sombra da hoje quase esquecida profanação de Junho de 2013.

Douglas Rodrigues Barros se despede de Carmen Sampaio Amendola, a Caramela, em uma comovente homenagem à simpática e aguerrida militante que nos deixou este ano. A seção documento articula uma efeméride dupla – o centenário do PCB e o bicentenário da Independência – ao recuperar um precioso documento de Astrojildo Pereira sobre o sentido do 7 de setembro de 1822. Marcelo Ridenti resenha as novas edições da obra completa de Astrojildo Pereira, um dos fundadores do Partido Comunista Brasileiro. O editor de Poesia, Flávio Aguiar, apresenta o trabalho da feminista Maya Angelou. Quem assina o ensaio visual da edição é o artista plástico José Spaniol, com curadoria de Francisco Klinger Carvalho.
 
Autoria de vários
Apresentação de Artur Renzo
Número de páginas: 160
Dimensões: 23 x 16 x 2,0 cm
Peso: 225,6 g
ISBN: 9771678768439
Encadernação: Brochura
Ano de publicação: 2022