• Minhas compras
  • Entrar

Margens da cultura

mestiçagem, hibridismo & outras misturas

Benjamin Abdala Junior, Ana Pizarro, José Luís Fiori, José Luís Cabaço, entre outros.

R$ 48,00 Comprar

Margens da cultura
  • autor: Benjamin Abdala Junior
    Ana Pizarro
    José Luís Fiori
    José Luís Cabaço
    Rita Chaves
    Flávio Aguiar
    Sandra G. Vasconcelos
    Zilá Bernd
    Lynn Mario T. Menezes de Souza
    Maria Elisa Cevasco
    Marli Fantini
  • organizador: Benjamin Abdala Junior
edição:
1
selo:
Boitempo
páginas:
182
formato:
23cm x 16cm x 1cm
peso:
200 gr
ano de publicação:
2004
encadernação:
Brochura
ISBN:
9788575590539

Margens da cultura é um livro de iniciação e de reflexão sobre alguns dos autores fundamentais do pensamento crítico contemporâneo, no debate sobre interações entre literatura, cultura e vida social. Margens, nesse sentido, mais do que delimitações, implicam aberturas e a consideração de diferenças, contrariamente a qualquer forma de pensamento que busque reintroduzir pretensas purezas étnicas ou culturais.A ênfase com que se debate a mestiçagem e o hibridismo cultural nos dias de hoje vem da necessidade de se dar conta das mudanças provocadas pelo grande processo de deslocamentos e de justaposições que rompem com as concepções fixas, sedentárias, de cultura e identidade.Sobre aspectos deste tema que dá unidade ao livro, a peruana Ana Pizarro, em 'Áreas culturais na modernidade tardia', a partir do estudo das comunidades da Amazônia, aponta a necessidade de repensar o conceito de cultura, englobando o meio em que vive as comunidades, a defesa da biodiversidade e a preservação dos recursos naturais não renováveis.As bases linguísticas da heterogeneidade são tratadas por José Luiz Fiorin em 'Bakhtin e a concepção dialógica da linguagem', enquanto Lynn Mario T. Menezes de Souza, em uma análise da teoria crítica de Homi K. Bhabha, demonstra como essa teoria baseia-se na inexistência de identidades, línguas ou linguagens 'puras'.As relações entre raça, colonialismo, classes sociais e cultura na América Latina é estudada por José Luiz Cabaço e Rita Chaves, no ensaio 'Frantz Fanon: colonização, violência e identidade cultural'. O trabalho acadêmico no Brasil como mero 'importador' de modas vindas do exterior é criticado no provocador ensaio 'O Conceito de Transculturação na obra de Ángel Rama' de Flávio Wolf de Aguiar e Sandra Guardini T. Vasconcelos.Maria Elisa Cevasco compara as trajetórias e idéias dos críticos literários Antonio Candido e Raymond Williams. 'O elogio da crioulidade; o conceito de hibridação a partir dos autores francófonos do Caribe', de Zilá Bernd, usa para discutir o conceito de híbrido, e as relações raciais nas Américas, as obras literárias Tenda dos Milagres de Jorge Amado, e Solibo Magnifique, do escritor cariibenho Patrick Chamoiseau.Fechando o livro, ensaio de Marli Fantini aproveita a análise do romance Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum, para pensar as convivências simultâneas de cultura e identidade. A ideia de mescla, conforme apontam os nove estudos reunidos neste livro, favorece o entendimento entre pessoas e povos desde que não se reduza a um pastiche sem história. O que os textos deste volume defendem, com originalidade e erudição, são margens de culturas, fluidas e intercambiáveis, coexistentes em suas diferenças.