Product main image - 9cac4a91-8781-4f0c-a950-4c4b05606e36
image_61c1dbee-31fe-427b-825b-5ec9c9bd1d38
O novo tempo do mundo
Autoria de Paulo Arantes
Ensaios críticos sobre a sociedade moderna em constante conflito e crise. Reflete sobre as conexões entre extermínio colonial, campos de concentração e a contemporaneidade. Analisa o colapso urbano, a militarização e o neoliberalismo, questionando a contagem regressiva da história.
Disponível também em

R$ 82,00

R$ 82,00 no PIX

Produto esgotado

Preencha os campos para ser avisado assim que o produto voltar ao estoque!


Calcule o frete e prazo de entrega

Disponível também em
Os ensaios que integram O novo tempo do mundo formam o mapa possível de nosso tempo - um tempo em contínua guerra civil, assinalado pela ausência de perspectivas, estado de exceção permanente, catástrofe ambiental, colapso urbano e militarização do cotidiano: uma era de perpétua emergência, em que esquerda e direita confluem na gestão de programas de urgência. Refletindo sobre as manifestações de junho de 2013, o extermínio colonial, a economia de guerra, a indústria dos presídios, as UPPs, o trabalho nos campos de concentração, as revoltas nos guetos, o golpe militar de 64, Paulo Arantes enfrenta neste livro o ambicioso desafio de pensar a experiência da história em uma era de expectativas decrescentes.

 

Se a esquerda intelectual brasileira pretende mesmo algum dia despertar do coma profundo em que se encontra", provoca Arantes, "creio que a primeira providencia seria repassar os grandes lugares-comuns de nossa tradição crítica por um prisma teórico e político à altura da ruptura de época que estamos atravessando as cegas.



O livro integra a coleção Estado de Sítio, coordenada por Paulo Arantes, na Boitempo e conta ainda com um generoso Prefácio de Marildo Menegat intitulado "Um intelectual diante da barbárie", que reflete sobre a modalidade singular de teoria crítica empreendida por Arantes no livro. Situada na tensa fissura entre espaço de experiência e horizonte de expectativa, a escrita de Arantes lida com a substancia social própria da modernização capitalista para absorver a experiência contraditória da contemporaneidade.
 
Autoria de Paulo Arantes
Prefácio de Marildo Menegat
Texto de orelha de Pedro Rocha de Oliveira
Número de páginas: 464
Dimensões: 21 x 14 x 2,6 cm
Peso: 654,3 g
ISBN: 9788575593677
Encadernação: brochura
Ano de publicação: 2014

SubTítulo 296489

e outros estudos sobre a era da emergência