• Minhas compras
  • Entrar

Mudamos nossa loja virtual para melhor atendê-lo. Se você já é cliente, utilize a funcionalidade de "Esqueci minha senha" para atualizar seu acesso e fazer o login.

Minhas Compras

Não há produtos no carrinho.

O poder da ideologia

István Mészáros

R$ 92,00 Comprar

O poder da ideologia
  • autor: István Mészáros
  • introdução: István Mészáros
  • tradutor: Paulo Castanheira
  • orelha: José Paulo Netto
selo:
BOITEMPO EDITORIAL
páginas:
568
formato:
23cm x 16cm x 4cm
peso:
900 gr
ano de publicação:
2004
ISBN:
9788575590560

'Um inarredável marco da teoria social contempo-rânea, e da sua crítica' – José Paulo Netto

O poder da ideologia é uma obra prima por conta própria, um presente esplêndido para os leitores, que encontram nele um manancial de informações, uma boa dose de antídoto e, acima de tudo, um vigor para resistir ao ambiente hostil da atualidade."
Daniel Singer (Monthly Review)

A Boitempo traz uma nova edição do clássico da teoria social contemporânea O poder da ideologia, de István Mészáros, um dos principais pensadores marxistas da atualidade. Com edição cuidadosa, revista e ampliada a partir da edição da editora Ensaio, de 1996, o volume traz uma introdução inédita, traduzida por Paulo Cesar Castanheira, onde Mészáros discute o neoliberalismo, o momento atual da luta socialista, o Fórum Social Mundial e a necessidade da reconstrução de uma solidariedade internacional da classe trabalhadora.

Em O poder da ideologia, o autor de Para além do capital transita do abstrato ao real, do global ao local, do passado ao presente com impressionante força e densidade, dissecando de forma crítica o pensamento de alguns dos ícones da academia na atualidade, como Jürgen Habermas, Max Weber e Theodor Adorno.

Avalia o movimento socialista, de suas origens à socialdemocratização dos partidos comunistas, situando a ideologia em seu próprio contexto histórico e sublinhando suas funções transformadoras. Mészáros também combate os mitos da neutralidade ideológica e da pureza científica, ao analisar o papel da ciência como legitimadora de interesses ideológicos, e expõem a importância de uma ideologia da emancipação para superar o capitalismo.